Restabelecendo o poder do Castelo.



Para quem aguardava minhas novidades aqui no meu blog, no meu castelo, onde reino e sempre reinarei, estou de volta com muitas novidades e mais amadurecida, com uma visão mais clara do que sou e quero.
Para quem não tem contato com a real Senhora do Castelo, lamba os beiços, pois faço o que quero, sumo quando preciso e somente alguns privilegiados podem me acompanhar no meu domínio como inversora sádica e beber do meu poder, mijo e saciar a sede do estalar do meu chicote, e claro, do meu falo, Isso mesmo, ser invertido como uma cadela a meus pés e ainda pedir mais. Agora é implorar por mais um pouquinho da Senhora do Castelo, pois como sou dinâmica e faço muitas coisas ao mesmo tempo, sobra pouco para escravos e seres inferiores e o que é bom saber é que ainda assim, com migalhas estão aqui, prontinhos para me servir e suplicar por um mínimo de atenção.
Estou saindo de uma relação 24/7 real e prazerosa mais forte do que entrei, mais sádica do que imaginava e mais desejosa de humilhar, torturar e exigir do que nunca e não vou relatar nada para masturbadores de plantão, apenas para inúteis que ainda servem para lamber a sola das minhas botas.
Não aguentei... mandei embora depois de um mês de servidão e humilhações, mesmo que ainda suplicava em manter-se a meu dispor, ser minha puta, empregada e cadela no cio pelo meu strap-on, mas não soube saciar as verdadeiras necessidades de uma rainha que sou.
Foram 15 dias de pura tortura e treinamento e mais 15 de completa entrega e desumanização consentida, mas.... me deu muito trabalho... se tornou muito dependente. Não falava uma palavra em português e nos comunicávamos apenas como eu sempre sonhei, com latidos, lambidas como uma verdadeira cadela, mas cão de verdade não fala, late e é isso que me deu o desejo de experimentar, o fato de eu não dominar uma língua e colocar as rédeas e torna-lo um nada, porém, eu não quero mais e portanto, levou um chute na bunda, assada de tanto levar..., sabem o que?
Quero agora ser mais poderosa, que digam na minha língua, que me idolatram me tornando bilíngue, que sirvam para alguma coisa, eu exijo que supram algumas necessidades para o que sou, como sou e porque sou.
Eu sou uma mulher que chegou a maturidade reconhecendo sua força e seu poder, mas sinto necessidade de dominar o inglês e portanto meu escravo, minha coisa que uso deverá propiciar o que eu mereço, auxiliar na aquisição da nova língua, portanto, não é somente sendo usado como empregada, faxineira, currada e chicoteada que eu vou crescer, devo aprender, portanto é mais um dever do escravo.
Eu não me importo com os sentimentos de ninguém, porque eu nasci para ser servida, idolatrada e não prometo nada em troca, além da inversão, da curra, das humilhações e treinamento, porque quem precisa de mim são os fracos, aqueles que não tem um sentido na vida além de dar suas bundas para um ser tão poderoso que os fazem gozar em dar, em se submeter, entregando a mim o que ainda existe de humanidade miserável que são suas vidas
Sou exemplo da força da natureza e a dedicação, seriedade e fidelidade a quem acompanha esse blog mostra a minha real determinação, faço o que ninguém faz, faço por algo que sou e não porque quero agradar alguém e, portanto, é no mínimo exigido a contrapartida, o retorno. Se eu realizo o desejo de serem minhas cadelas, exijo que me tornem mais sabia e culta.
Cheguei a uma idade que nada mais me importa, somente meu bem-estar e realização e, portanto, sei que realizo o que seres que estão na classificação de vermes esperam.
Sou perversa, ponto. Sou insana? Creio que não. A perversão existente e mim funciona como se fosse uma vacina contra a insanidade. Digo sim ao princípio do meu prazer e estou a serviço do insaciável desejo de poder, de dominar e de ferir, escravizar como nunca
Sei que tenho um apetite insaciável por bundas nuas e cuidadas, sou pessoalmente uma pessoa equilibrada e fortalecida com um séquito de infelizes rastejando por um fiapo de minha atenção. Pois bem, trabalhei muito para chegar aqui e quero subir ao topo. Me aceito perversa. Amo ser perversa.
Quero realizar todas minhas fantasias e para isso tenho minhas exigências. Vocês terão a reponsabilidade de me servir e fazer com que eu possa mais.
O que motiva meus desejos, sentimentos e comportamentos não são delírios, simplesmente prazer. Se querem entrar no meu reino, implorem, rastejem, façam eu desejar currar e rasgar sua rebeldia. Tornem-se merecedores do meu poder, da minha urina e do meu chicote forte e doloroso, pois é assim a vida... Sem esquecer é claro, do meu grande e volumoso dildo.
A meus pés

Senhora do Castelo, mais indulgente que nunca



Nenhum comentário:

Postar um comentário