Os frutos da minha nova versão de dominadora 4.0


Quero avisar nessa postagem que todos que estão acostumados a lerem relatos reais entre mim e meus escravos ou relatos entre mim com Dom e Dommes dominando escravos terão uma novidade não tão boa, porque a partir de agora eu não vou mais postar tais relatos e, portanto, não terão mais oportunidade de ler o que faço, parei de relatar.
Certamente ficarão desejosos de mais e mais, só que o que percebi é que isso não é mais produtivo. Por outro lado, os que leram e ficaram com desejos para participar, terão uma só saída, que é partir para a prática, isto é, serão os protagonistas dos encontros e cenas.
A partir de agora, meus relatos serão apenas agradecimentos a cada um que está contribuindo de alguma forma para que meu Castelo se mantenha e semanalmente eu estarei prestando conta.
Nessa postagem quero agradecer sem citar nomes a 4 escravos que reconhecem seus lugares debaixo de meus pés e mensalmente concordaram em pagam uma mensalidade somente por serem meus escravos.
Além desses mensalistas, também tenho os que preferem contribuir com presentes relacionados ao BDSM. Um deles já me comprou eletrochoque para pênis e testículos, cinto de castidade e mais dois instrumentos de torturas. Outro prefere me embelezar e por isso me comprou 2 pares de sapatos lindos e deu-me dinheiro em espécie para eu comprar os acessórios que eu desejava para combinar com tais sapatos. Enfim, desses que preferem dar roupas e assessórios ao todo são 8 e mensalmente sou agraciada com tais mimos, sem que eu peça, mas que eles percebem minha necessidade.
Todos já leram que eu tenho um secretário que me ajuda nesse blog, mas além dele tenho outros dois escravos intelectuais que me auxiliam nos meus trabalhos acadêmicos semanalmente realizando a parte de correção e formatação das minhas pesquisas, um outro que é professor, vai mais longe, faz resumos e pesquisas programadas por mim, enfim, desse tipo de escravo eu posso contabilizar 4 com formação acadêmica.
Como podem observar, estou mudada. Ainda falta muito, por exemplo, os valores das mensalidades precisam ser revistos e o número de escravos domésticos está no zero. Quem se habilitar a tais serviços domésticos necessitam morar perto daqui e ser livre pelo menos uma vez por semana para eu dominar e supervisionar os trabalhos com uma chibata na mão. Alguém se habilita a esse ou outros tipos de entregas?

Por Senhora do Castelo, versão 4.0.

Nenhum comentário:

Postar um comentário